Dois homens conversam, num ponto de ônibus, perto do cemitério, á meia-noite:
- Você acredita em assombração?
- Eu não, e você?
- Quando eu era vivo, também não acreditava.
O caipira vai até o guichê da empresa de ônibus na estação rodoviária para comprar um bilhete:
- Quero uma passagem para o Esbuí - solicita ao atendente.
- Não entendi, pode repetir?
- Quero uma passagem para o Esbuí!
- Sinto muito, senhor. Não temos passagem para o Esbuí.
Aborrecido, ele se afasta do guichê, se aproxima do amigo que estava aguardando e lamenta:
- Olha, Esbuí, o homem disse que para você não tem passagem, não!
Dois amigos se encontraram na rua:
- O que aconteceu?
- Encontrei duas notas de 100 reais no ônibus.
- E você não está contente?
- Na verdade, outra pessoa as viu ao mesmo tempo e eu tive que repartir com ela.
- Cem reais para cada um. Isso não é nada mau!
- Não, não é. Mas quando cheguei em casa me dei conta de que quem tinha perdido 200 reais era eu!
Um rapaz avisa uma mulher que vai descer do ônibus:

- Ei! A senhora esqueceu um pacote!
- Eu sei.
- A senhora não vai pega-lo?
- Não, é um sanduiche para o meu marido. Ele trabalha na seção de "achados e perdidos" da empresa de ônibus.
Policial rodoviário para o motorista:
- Como você conseguiu derrubar o pedestre?
- Eu não o derrubei! Parei para ele passar e ele ficou tão surpreso que desmaiou.
No ônibus, um padre se senta ao lado de um sujeito bêbado, que tenta, com dificuldade, ler o jornal. O bêbado pergunta:
- O senhor sabe o que é artrite?
Irritado, o padre responde:
- É uma doença provacada pela vida pecaminosa e desregrada: promiscuidade, farras, excesso de álcool....
Minutos depois, achando que tinha sido muito duro com o bêbado, o padre tentou amenizar:
- Há quanto tempo o senhor está com artrite?
- Eu? Não tenho isso, não! Segundo esse jornal aqui, quem tem artrite é o papa!
Uma turista passeia de ônibus pela cidade e pergunta ao cobrador:
- Como se chamam as pessoas de sua cidade?
- Desculpe, senhora, mas existem mais de vinte mil pessoas aqui e eu não conheço todas elas.
Dirigindo pelas estradas rurais, o motorista do transporte escolar se deparou com um padre e um rabino pescando na beira da estrada. Perto deles, havia uma placa que dizia: "Vire-se. O fim está próximo."
O motorista não gostava de ouvir conselhos, então diminuiu a velocidade e gritou pela janela:
- Cuidem da própria vida, seus fanáticos religiosos!
Alguns segundos depois os dois pescadores ouviram o guincho de uma freada e o barulho do ônibus batendo na água.
O rabino se virou para o padre e disse:
- Eu falei que a gente devia ter escrito só "Cuidado, a ponte caiu."
O rapaz ia estudar na faculdade do interior e, assim que subiu no ônibus, o pai foi logo avisando:
- Vou fazer o possível e o impossível para mantê-lo durante o ano inteiro, mas saiba de uma coisa: se você for reprovado, eu mato você!
Chegando lá, o rapaz caiu na farra e no fim do ano não deu outra: foi reprovado.
Desesperado, mandou um telegrama para a mãe: "Prepare papai! Fui reprovado!".
Dois dias depois a mãe lhe respondeu: "Papai preparado! Prepare-se!".
Montado num trator em plena transamazonica, um fazendeiro se aproxima rapidamente de um motorista cujo ônibus está atolado em um buraco cheio de lama.
- Tiro você daí por dez pratas - propõe o fazendeiro.
- Tudo bem - concorda o motorista.
Depois de embolsar o dinheiro, o fazendeiro diz:
- O seu é o décimo veículo que eu salvo hoje.
- Nossa! - exclama o motorista, incrédulo. - Quando é que você tem tempo para trabalhar na sua terra? A noite?
- Não - responde o fazendeiro. - À noite eu encho o buraco de água.
O mecânico chega correndo ao escritório da empresa:

- Patrão! patrão! - grita ele - Acabaram de roubar um de nossos ônibus!
- Você viu os ladrões?
- Ví!
- E consegue reconhece-los?
- Não, mas anotei a placa do ônibus.
Na Escócia um ônibus se dirige ás imediações do lago Ness para um passeio.

- Quando o monstro do lago Ness aparece? - perguntou o turista ao guia.

- Geralmente, depois da quinta dose de uísque...
Um guarda de trânsito para um motorista de ônibus numa noite e avisa que um dos faróis está apagado.
Imediatamente o condutor desce do veículo, dá uma olhada, e chuta o farol com força e a luz se acende.
- Está vendo seu guarda? - perguntou o motorista, sorrindo. - Ele só precisava mesmo era de um chutezinho.
- Certo - disse o guarda. - Então agora dê um chute aí no pára-brisa. Quem sabe o selo da sua licença volta a ter validade...
Numa manhã um carro da polícia rodoviária surgiu no meu espelho retrovisor com o giroflex ligado. Depois de me parar, conferir a minha habilitação, o policial perguntou:

- Sabe por que eu parei você?
-Não - respondi.
-Uma das lanternas traseiras está apagada - explicou ele - vou ter que emitir uma advertência.
-Nossa! - falei, sem pensar. - Achei que era porque a vistoria do ônibus está vencida.
Três motoqueiros mal-encarados entraram num restaurante de beira de estrada onde um senhor estava tomando um café-da-manhã.
Um deles apaga o cigarro na panqueca do velho. O segundo gospe um pouco de tabaco mastigado no café dele. O terceiro derruba a bandeja da comida no chão.
Sem uma única palavra de protesto, o homem se dirige ao caixa e logo em seguida sai do restaurante.

- Esse aí não era muito corajoso - comenta um dos motoqueiros.

O outro complementa:

- E nem bom motorista. Ele acaba de bater com o ônibus nas três motos...
Um inglês, um americano, um francês passeavam em um ônibus de turismo pelo Rio de Janeiro. O inglês, para contar vantagem, resolveu exaltar o quão rápida é a construção civíl em seu país.

- Nós inglêses fazemos obras majestosas e imponentes em tempo record, um exemplo é a torre de londres que consumiu apenas duas semanas para ser construida.

O americano não deixou por menos:

- No meu pais as obras são muito mais rápidas, é só notar que o Empire States consumiu apenas uma semana para ser construido!

Na vez do frances:

- Isso não é nada! A Torre Eiffel levou apenas quatro dias para ser construída...

Neste momento o ônibus passava pelo Maracanã e os três ficaram impressionados com o tamanho da obra, perguntando para o guia quanto tempo demorou para ser construida. Esse respondeu:

- Olha, eu não sei, mas quando eu passei ontem por aqui não estava alí!
Um homem foi na rodoviária a fim de embarcar ás 18h para Buenos Aires. Chegando lá viu uma máquina, colocou uma moeda, e essa lhe disse:

- Seu nome é Paulo, você tem 50 anos, 1.85m, 80kg e está indo para Buenos Aires.

O cara ficou surpreso e viu outro indivíduo utilizar a máquina tendo como resposta:

- Seu nome é João, você tem 35 anos, 1.90m, 85kg e está indo para Salvador.

Perguntou para ele e este confirmou que a resposta batia. Então resolveu testar a máquina. Foi ao banheiro, se trocou, maquiou-se e denovo consultou a máquina tendo como resposta:

- Seu nome é Paulo, você ainda tem 50 anos, 1.85m, 80kg e acabou de perder o ônibus para Buenos Aires!
No ponto do ônibus: - Esse ônibus me leva até a estação rodoviária?
- Só se a senhora entrar nele.
- "Filhinho, eu sempre te amarei independênte de você ser rico ou pobre, bonito ou feio, chato ou legal, ou até mesmo estando atrás do volante de um ônibus..."
Outro dia alguém resolveu tipificar os vários tipos de busólogos, veja só o que resultou:

- Busólogo religioso: adora as empresas Nossa Senhora da Penha e São Geraldo
- Busólogo astronauta: só pensa em Cometa
- Busólogo estrela: Mercedes-Benz independente de qualquer coisa
- Busólogo arqueologo: é aquele que só fala de Dinossauro
- Busólogo italiano: é aquele que só fala de Veneza, San Remo, Torino, Viale...
- Busólogo Demônios da Garoa: só fala de Amélia
- Busólogo embaixador: só fala de Diplomata
- Busólogo mulherengo: só fala em Carolina, Gabriela e Vitória
- Busólogo pedófilo: só fala no micro Piá
- Busólogo indígena: só curte os modelos Tapajós, Aritana, Apache...
- Busólogo prestativo: o importante é ser Util
- Busólogo admirador de paisagens: gosta sempre de ver um Novo Horizonte
- Busólogo monarquista: só viaja na Real
- Busólogo despreocupado: acha tudo muito Fácil
- Busólogo exclusivista: acredita que a Unica é Unica
- Busólogo desenvolvimentista: luta sempre pelo Progresso
- Busólogo descansado: vive de Brisa
- Busólogo nadador: treina diariamente no Riodoce
Sabe por que os biarticulados de Curitiba foram pintados de vermelho?
R: Para esconder as manchas de sangue...
Um padre e um motorista de ônibus morrem em um acidente. No purgatório, vêem-se diante de Deus. O Senhor olha para o padre e pronuncia a sentença:
- Você vai para o inferno. O motorista vai para o céu.
Ambos ficam perplexos. O padre não se contém e pergunta:
- Por que, senhor? Dediquei toda a minha vida ao seu serviço e vivi de maneira virtuosa. Por que devo ir ao inferno?
E Deus responde:
- Você me serviu de forma que todos dormiam em seus sermões, ao passo que este aqui dirigia o ônibus de maneira tal que todos os pasageiros rezavam fervorosamente.

Um ônibus double decker fazia um city tour em Curitiba e acabou entalado em um viaduto baixo devido ao motorista, entretido com o trafego, ter superestimado a altura do mesmo.
Um dos passageiros, prestativo, vai até a cabine e sugere:
- Talvez possa tirar um pouco de ar dos pneus, aí o ônibus afunda um pouco e sai facilmente.
O motorista olha furioso para o passageiro e diz:
-Que idéia burra! Está entalado em cima, não embaixo!

Dois homens em um ônibus de excursão discutem sobre a contratação de pessoal.
- Sou padeiro - diz um deles. - Quando contrato alguém, deixo que comam o que quiserem nas primeiras semanas. Depois disso ficam tão fartos de doces que, mesmo que quisessem, não conseguiriam comê-los.
- Para mim é um pouco mais complicado - diz o outro. - Eu sou banqueiro.
Numa noite chuvosa de verão um ônibus seguia para o Rio de Janeiro. Na serra um passageiro toca no ombro do motorista, que estava concentrado nas curvas da estrada, para lhe chamar a atenção e fala:
- Ei, motorista?
O motorista se assusta e perde momentaneamente o controle do veículo, quase provocando um acidente e acordando todos os outros passageiros com a manobra brusca.
O passageiro, assustado, lhe diz:
- Calma seu motorista, só vim lhe pedir para baixar a temperatura do ar condicionado.
O motorista responde:
- Desculpe-me, hoje é o meu primeiro dia como motorista de ônibus.
- E o que fazia antes? Pergunta o passageiro.
- Era motorista de carro funebre...
Futebol é a prova viva de que a vitória e a derrota são duas faces da mesma moeda. Dizem por ai que se o Palmeiras ganha o jogo a torcida sai às ruas quebrando ônibus para comemorar a vitória, caso o time perca saem quebrando ônibus para chorar a derrota.
Um motorita conduzia o seu ônibus a 90km/h por uma estrada do interior, quando, de repente, um moleque joga uma pedra e estoura o seu para-brisa.
Como não havia como fazer o conserto ele resolveu seguir viagem, um pouco mais devagar, e alguns quilômetros mais a frente um passarinho passou zumbindo por cima da cabeça do motorista e bateu no vidro da cabine.
O motorista olhou para o assoalho e viu o bichinho se contorcendo, com remorso, logo que chegou na garagem cuidou do passarinho quase morto.
Aplicou medicamento, tendo o cuidado de colocar um pouco de pão e água na gaiola para o bichinho.
No dia seguinte, o passarinho recuperou a consciência e, vendo-se cercado pelas grades da gaiola, com o pedaço de pão e a vasilha da água no canto, exclamou:
- Meu Deus! Fiz o ônibus se acidentar!
O que passa pela cabeça do inseto quando ele bate no para-brisa do ônibus?
R: As pernas!
Dirigindo pela BR-116, o motorista de ônibus ouve um aviso no rádio: "Atenção senhores motoristas que estão trafegando pela BR-116! Muito cuidado no trecho entre os quilômetros 235 e 280, pois há um louco dirigindo um ônibus na contramão!".
E o motorista, que olha pelo espelho retrovisor interno e vê todos os passageiros desesperados, se pergunta:
- Um só? Tem uma porção!
Dia 12 de outubro, trânsito parado em Aparecida do Norte enquanto uma procissão cruza a avenida com a imagem da padroeira do Brasil. Da primeira janela de um ônibus de excursão um bêbado grita:
- Olha a mangueira ai, genteeee!
Enfezado, o bispo chega até embaixo da janela se dirigindo ao bêbado e esbrveja:
- Que falta de respeito, seu excomungado! Respeite a santa, fique com o seu vício e deixe-nos em paz com a nossa fé!
Mal o bispo acabou de falar, a santa bate com a cabeça no galho de uma mangueira, cai e se espatifa no chão. E o bêbado:
- Eu avisei, não avisei? Mas o bispo é estressadinho...
O bêbado anda assobiando pelo acostamento da BR277, trocando as pernas, quando se depara com um sujeito deitado na valeta de escoamento de água da chuva, repetindo:
- BWJ1802, BWJ1802, BWJ1802,...
O bêbado acha aquilo o maior barato, vai cambaleando até a valeta, deita-se e começa a reponder para o sujeito:
- BWK1802, BWK1802, BWK1802,...
E o outro: - Cala a boca, filho-da-puta, senão eu esqueço o número da placa do ônibus que me atropelou.
O bêbado entra no ônibus e senta-se ao lado de uma freira, que se distraía com uma revista de palavras cruzadas.
Ela percebe que o bêbado não tira o olho da revista e diz, para provocar:
- É feio e, ainda por cima, tem um fedor insuportável!
O bêbado olha pra freira, olha pra revista e diz:
- Se for com duas letras é cu!
O bêbado sobe no ônibus, cambaleando, batendo aqui e ali, dá uma parada bem na frente de um marinheiro, tira uma nota do bolso para pagar a passagem e diz pra ele:

- Vai até o bairro do Maçuco?
- Eu não sou o cobrador, sou marinheiro.
E o bêbado:
- Então pára essa porra, senão eu pulo na água!

Um cara estava indo para o centro em um ônibus metropolitano, sentado tranquilamente, quando o ônibus para em um ponto e sobe uma mulher eufórica e ofegante.
Ela se dirige a ele e fala:
- Moço, eu tô grávida, deixa eu sentar no seu lugar?
- Está grávida? A quanto tempo? - pergunta ele...
E ela respondeu:
- Há uns 5 minutos...
Uma mulher, no ônibus, com a filha de 11 anos, vão para casa à noite.


No caminho, a menina vê mulheres rodando bolsinha.

-Mãe, o quê aquelas mulheres estão fazendo?
-Esperando seus maridos saírem do trabalho.

O passageiro ao lado trajando a camiseta do Corinthians rindo logo diz:
-Fala a verdade para a garota… Elas são prostitutas esperando clientes que lhes paguem para fazer sexo!!!

Todos ficam calados até que a menina pergunta então:
-Aquelas mulheres também têm filhos, mamãe?
- Claro filha! Como você acha que nascem os corintianos?

Em um ônibus lotado, aquela senhora que sofre de aerofagia está com vontade de soltar um daqueles, bem sonoros, mas está com vergonha.
Resolve, então, para disfarçar o barulho, rasgar uma folha de jornal bem na hora em que o míssil de gás for lançado. Assim faz e se alivia.
Novamente sente vontade e Rec!...Rasga a folha de jornal num sincronismo perfeito!
Na terceira vez, o Manuel observa toda a ação. Ao vê-la rasgar o jornal, dispara:
- Ah, não! A senhora não vai se limpaire aqui, vai?
Um bêbado havia perdido o último ônibus e chovia torrencialmente em sua cidade do interior. O trecho de onde estava para sua casa distava uns cinco quilômetros. Para salvação da lavoura, lá vinha um "velhão", já sem cobrador, se recolhendo à garagem. O bêbado não teve dúvida e se jogou na frente do ônibus, claro, a uma distância em que o motorista o veria. Para não atropelar o infeliz o motorista usou de toda sua habilidade para parar aquele "cacareco", com freios gastos.
- O que foi? - Perguntou o motorista, fulo de raiva.
- Dá uma carona aê, poxa!
Depois de muita insistência, o motorista resolveu levar o bêbado, sem, entretanto, sair de sua rota um metro.
Como chovia muito, e o ônibus era muito velho, justamente em cima da cabeça do bêbado começou a gotejar, para protesto deste.
- Ei motô, tá chovendo na minha cabeça.
O motorista, puto da vida, depois do quinto protesto do bêbado, virou-se para trás e disse:
- Deixe de ser chato bebum, troque de lugar.
Ao que o bebum respondeu:
- Trocar com quem, poxa, não tem ninguém nessa lata velha.
Um bando de crentes estava indo, de ônibus, para um congresso.Apenas o motorista não era crente.
No meio da viagem, o ônibus passar por um buraco e bate o cano de escape, que acaba caindo.
O motorista para e vai lá catar o dito cujo de volta. Metendo a mão nele, que ainda está bem quente, ele se machuca e dá um berro:
- ESCAPE DO DIABO!
Pronto, só se via crente correndo desesperado!
Sabe por que prenderam o ônibus do Flamengo?
R: Porque estava cheio de craque!
Em um ônibus que passava por minas, com destino ao Rio de Janeiro, entrou um caipira com três porcos a tira-colo. Um carioca, extremamente gozador, que estava sentado bem na frente resolveu tirar uma do caipira:
- E ai, rapá! Levando os porquinhos para passear, cumpadi?
- É, sô! Os bichim nunca viro o mar, né!
- Só! - respondeu o carioca, em tom de deboche - E esses "bichim" tem nome?
- Tem sim sinhô... Essas duas aqui são femea... Elas se chamam Suatia e Suavó!
- Ah, é? - continuou o carioca - E essa aqui, deve ser "sua mãe", acertei?
- Não, sô... Esse é macho! Chama Seupai... Sua mãe eu comi ontem!
O Cacique de uma importante tribo resolve viajar de ônibus para a capital, acompanhado de um indiozinho.
No meio da viagem o Cacique fica com sede:
- Cacique quer água! - Diz ao assistente.
O indiozinho apanha uma caneca de barro na mochila, vai ate o banheiro do ônibus e logo volta com a caneca cheia.
O Cacique toma tudo de uma só golada.
- Cacique tem muita sede! Quer mais água!
Novamente o indiozinho vai até o banheiro do ônibus e logo volta com outra caneca cheia.
O Cacique bebe tudo sofregamente.
- Cacique ainda com sede!
O indiozinho desaparece por mais alguns minutos, mas desta vez volta com a caneca vazia.
- O que houve? Água acabou? - Pergunta, irritado.
- Tem cara-palida sentado no poço!
Em um ônibus lotado entra um sujeito e dá voz de assalto:
- Isso é um assalto! Eu vou comer todos que estiverem aqui, começando pelos mais velhos...
Um gaucho que estava lá atrás começa a tirar a bombacha enquanto canta:
-Eu nasci, há dez mil anos atrás...
- Se vc não fosse bicha o que vc queria ser?

A outra bicha responde:
- Eu queria ser motorista de onibus!
E outra pergunta:
Por que?
- a Bicha diz, eu adoro quando aquele homem bem grande e musculoso grita bem alto assim:
- MOTORISTA ABRA A TRAZEIRA.

O motorista do ônibus de uma excursão de "terceira idade" sentiu uma das velhinhas batendo-lhe no ombro e oferecendo-lhe um punhado de amendoins torrados.
- Ah, obrigado! disse ele, enquanto pegava os amendoins.
Passados uns dez minutos, lá vem novamente a velhinha, batendo-lhe no ombro e oferecendo mais amendoins.
- Obrigado, de novo! disse ele.
Para encurtar a estória, a cena repetiu-se umas oito vezes. Aí, intrigado, o motorista perguntou à boa velhinha:
- Mas porque vocês estão me dando todos esses amendoins, em vez de vocês mesmas comerem? Vocês não gostam de amendoim?
- Ah, meu filho, algumas de nós não têm dentes, e não aguentam mastigar os amendoins…
- Então porque vocês compraram eles?
- É que nós adoramos o chocolatinho que tem em volta deles
Qual a diferença entre "Distribuidor de Recursos Humanos" e "Distribuidor de Recursos Humanos VIP"?
- Um é o motorista de ônibus, e o outro é o motorista de táxi!
Uma mulher chega no ônibus e diz para o cobrador entregando a passagem:
-Cobra!
E o cobrador responde:
-Víbora!
Entra um sujeito de 2m e 140Kg no ônibus e pergunta ao trocador:
- Fuanto fe é a fasssagem?
O cobrador calado estava, mudo ficou.
O sujeito ja meio invocado:
- Fuanto fe é a fasssagem.
O cobrador não respondia.
- FUANTO QUE É A FASSSAGEM, FUORRA.
O cobrador continuava calado.
O sujeito puto da vida com o cobrador pegou ele pelo colarinho e gritou:
- OLHA AQUI SEU FILHO DA FUTA, SE VONCE FAO ME DISSER FUANTO FE ÉA FUORRA DA FASSAGEM EU FOU FASSAR SEM PAGAR.
O cobrador continuava na dele, sem dar um pio.
O sujeito puto quase quebrou a roleta e desceu no primeiro ponto.
Um passageiro que presenciou toda a confusão perguntou ao sujeito.
- O cara, porque você não disse para ele quanto era a passagem.
O cobrador respondeu de tapa: Ele ia fensar fe eu tava ghozando ele...
O dono de um açougue foi surpreendido pela entrada de um cão no seu estabelecimento. Enxotou-o, mas o cão voltou logo em seguida.
Ao tentar espantá-lo mais uma vez, reparou que o cão trazia um bilhete na boca.Ele pegou o bilhete e leu:
- Pode mandar-me 12 salsichas e uma perna de carneiro, por favor?
O cão trazia também dinheiro na boca, uma nota de 50 euros.
O açougueiro pegou o dinheiro, pôs as salsichas e a perna de carneiro num saco e colocou tudo na boca do cão.
Este começou a descer a rua e, quando chegou ao cruzamento, depositou o saco no chão, pulou e apertou o botão para o sinal ficar verde.
O açougueiro ficou realmente impressionado. Como já estava na hora, decidiu fechar a loja e seguir o cão.
Este atravessou a rua e caminhou até uma parada de ônibus, sempre com o açougueiro a segui-lo.
Esperou pacientemente com o saco na boca que o sinal fechasse e pudesse atravessar.
Na parada, o cão sentou-se no banco, esperando o ônibus.
Quando um chegou, o cão foi até à frente para conferir o número e voltou para o seu lugar.
Outro ônibus chegou e ele tornou a olhar, viu que aquele era o número certo.
O açougueiro, boquiaberto, seguiu o cão.
Mais adiante este levantou-se, ficou em pé nas duas patas traseiras e apertou o botão para mandar parar o onibus, tudo isso com as compras ainda na boca.
O açougueiro e o cão saltaram e foram caminhando pela rua até que o cão parou à porta de uma casa e pôs as compras no passeio.
Então virou-se um pouco, correu e atirou-se contra a porta. Tornou a fazer o mesmo mas ninguém respondeu.
Então contornou a casa, pulou um muro baixo, foi até à janela e começou a bater com a cabeça no vidro várias vezes.
Caminhou de volta para a porta e, de repente, um cara enorme abriu a porta e começou a espancar o bicho.
O açougueiro correu até ao homem e impediu-o dizendo:
- Deus do céu homem, o que é que você está fazendo? O seu cão é um gênio!
O homem respondeu: - Um gênio? Esta é a segunda vez esta semana que este cão estúpido se esquece da chave!.


Moral da história:
Você pode exceder todas as expectativas, mas a sua avaliação depende sempre da competência de quem o avalia.
O caipira desce do ônibus no terminal rodoviário e logo na primeira lata de lixo que aparece, pára e lê atentamente a frase "Colabore com a Limpeza Pública". O caipira não tem dúvida: tira a carteira, pega uma nota de dez reais e enfia na lixeira.
Pobre só anda de Mercedes quando pega ônibus!
Uma senhora pega um ônibus carregando uma caixinha numa tarde quente no Rio de Janeiro. Fazia 40 graus e o ônibus estava lotado.Dentro da caixa havia uma perereca, que devido ao calor insuportável logo acabou morrendo e infestou o veículo todo com um cheiro que causava náuseas. O motorista, não aguentando mais aquela situação, se dirigiu a senhora e disse-lhe que não poderia mais seguir viagem devido ao forte cheiro que aquela perereca estava exalando. Mas a senhora disse que não demoraria muito para chegar ao ponto dela. Depois de quinze minutos a mulher continuava lá no meio de 100 passageiros com a caixinha na mão e nada de descer como havia prometido. O motorista muito nervoso para o ônibus, abre a porta, se levanta e berra:

- A mulher que está com a perereca fedendo deve descer imediatamente!

Resultado: 23 mulheres desceram...

Duas bichas passeando de carro novo por Copacabana, de repente um ônibus vem e bate na traseira.
A bicha indignada, fala:
- Cleide chama lá a polícia, chama a polícia. Seu motorista safado, comprou a carteira? Cretino, pilantra! Cleide corre lá e chama a polícia, onde já se viu, olha o semáforo estava menstruaaaaado para você, Cleide chama a polícia...
Nisso o motorista fala:
- Suas bichas sem vergonha, vocês merecem é um cacete bem grande no rabo de vocês.
E então a bicha fala:
- Volta Cleide, ele quer fazer acordo!!!
Um motorhome são duas alegrias, uma quando você compra e outra quando se livra dele...

GENNY (FAVOR NÃO JOGAR NADA)
Um fazendeiro, preocupado porque suas porcas não ficavam prenhas, ligou para o veterinário, que disse ao fazendeiro que era preciso fazer inseminação artificial.

O fazendeiro não tinha a menor idéia do que era isso, mas não querendo demonstrar ignorância, apenas perguntou como saberia se as porcas estavam mesmo prenhas, e o veterinário disse:

- As porcas prenhas passam o dia mergulhadas na lama...

O fazendeiro pensou e concluiu que na inseminação artificial, deveria ser que ele mesmo teria que emprenhar as porcas.

Colocou as porcas numa Kombi, foi para o meio do mato, transou com cada uma delas e voltou para a fazenda....

Na manhã seguinte, viu que as porcas não estavam na lama e resolveu fazer tudo de novo...

Colocou as porcas na Kombi, foi para o meio do mato, transou o dia inteiro com elas e voltou para a fazenda.

Na manhã seguinte, ele foi ver as porcas, e nada... Elas não mergulhavam na lama.

Então ele colocou as porcas na Kombi de novo, foi para o meio do mato,
transou várias vezes, com cada uma delas e voltou para fazenda.

Na manhã seguinte ele estava exausto, nem conseguia levantar e pediu à mulher para Dar uma olhada e ver se as porcas estavam mergulhadas na lama.

- Não! Elas estão todas na Kombi e uma delas não pára de buzinar....
O que falta para o Lula ser lembrado na história como o JK é?

R: Um Opala e um Ciferal Dinossauro e uma carreta Scânia Jacaré!

POBRE SIM, MAS CULTO!!!


No meio do trânsito de São Paulo, uma Mercedes, com uma madame, de motorista, e um monobloco O-355 enferrujado, com um gordinho ao volante, estão lado a lado.
O gordinho grita, xinga, buzina, faz um escarcéu por causa do trânsito até que a madame baixa o vidro da Mercedes e lhe diz:
-"A paciência é a mais nobre e gentil das virtudes!" - Shakespeare, em "Macbeth".
O gordinho não deixa barato e responde:
"Vai tomar no cu!" - Nelson Rodrigues, em "A Vida Como Ela É".
Ainda era madrugada e o ônibus estava semi-vazio quando entra um homem pela porta de trás no terminal. Este, a cada dez minutos, fala "o cara era bom" e gospe para o lado. Os passageiros achando aquilo nojento vão reclamar com o motorista. Esse para o veiculo e vai tomar satisfações.

Motorista:
- O que o senhor acha que está fazendo? Por que fica falando "o cara era bom" e em seguida gospe? Está incomodando as pessoas.
O homem fala:
- É que o cara era bom! (gospindo em seguida)
O motorista fica nervoso e o homem resolve explicar.
- Olha, é que ontem a noite estava jogando sinuca com um japonês lá, a dinheiro, e o cara estava ganhando todas até uma hora que eu já estava sem dinheiro e a bola preta dele ficou bloqueada. Então falei em tom de ironia:
- Se você conseguir sair dessa eu te chupo!
O motorista, perplexo, pergunta:
- E ai, o que aconteceu?
(guspe)
- O cara era bom!
Estamos preparando novidades

Olá pessoal

Com o crescente aumento da quantidade de informações disponíveis nesta página o formato de "blog" não está mais propiciando um acesso rápido e claro ao que o usuário realmente quer, pois embora organizada em sessões, muitas pessoas não estão achando o que desejam no site.
Chegamos a esses dados analisando nossos logs de acesso que mostram que ultimamente temos mais de cento e vinte visitas por dia e alguns desses visitantes não encontram o que procuram, embora as informações que necessitem estejam disponíveis aqui. Para resolver isso, em breve estaremos lançando um site propriamente dito com todo o conteúdo do blog e muito mais dados para quem realmente quer um ônibus! Seja ele qual for... O endereço do novo site já está em operação, mas por enquanto faz um redirecionando dos visitantes para cá. O nosso novo endereço será: http://euqueroumonibus.com.br/

A nossa proposta sempre foi ser um "indice" para quem realmente quer encontrar ônibus à venda e também oferecer conteúdo "omisso" do mundo ônibus não oferecido por outras páginas.
Dorminhoco

Na rodoviária...
Passageiro: - O senhor dormiu bem ontem a noite?
Motorista: - Não, mas nem se preocupe, eu durmo no caminho...
É com imenso prazer que comunico que o veiculo furtado no dia 26/02/2008 às 13:hs foi recuperado e está nas mãos de seu legitimo dono. Espero dar mais boas notícias assim no futuro.

grande abraço a todos
Silvio

Mandando parar um ônibus cheio de freiras, por estarem indo muito devagar, um guarda rodoviário pergunta à motorista porque não ia mais depressa.

- Mas seu guarda, respondeu a freira

- Todas as placas dizem BR 2

- Irmã – Retrucou o guarda -, esse é o número da estrada, não o limite da velocidade.

- Ah, então isso explica porque as outras estavam gritando, antes confessou a freira.

- Do que a senhora está falando?

- Bem respondeu a freira-,agora há pouco acabamos de sair da estrada 282...

TOC TOC
-Quem é?
TSSSSSSSSSSSIIII
POW!
-AI! MEU NARIZ!
Uma pulga encontrou outra e disse:
- Amiga passei um frio danado esta noite, estava em um cachorro sarnento ele não tinha um pelo sequer.
A outra respondeu:
- Sabe o que você faz, vai ao ponto de ônibus lá você vai encontrar umas moças de mini saia, você encontrará um lugar quentinho para dormir.
E assim ao amanhecer as duas pulgas se encontraram novamente:
- Amiga você foi onde eu te disse para se aquecer?
- Amiga eu passei um frio lascado novamente!
- Você foi onde eu disse?
- Eu ate fui lá, mas passei frio!!
- Porquê??
- Ah! Amiga acordei no bigode de um motoqueiro.
Num ônibus um bêbedo começou a dizer uns palavrões horríveis. Os passageiros protestaram e chamaram um guarda que estava lá atrás.
O guarda veio e disse:
- Filho da puta você não tem vergonha de está dando com palavrões em um ônibus cheio de famílias? seu safado, cara de bOcêta! (e assim por diante)
Um homem disse:
- Por favor, seu guarda deixa para lá tava melhor com o bêbado!
A mulher entra no ônibus lotado com um bebê,naquele empurra empurra. Nisso um paraíba que estava sentado pergunta pra moça:
- Me dê o "bichinho"? (o bebê)
A mulher responde:
- E quem segura o menino????
A loira toda apresada para ir para casa, vira uma louca no transito, não vê um ônibus em sua frente e bate o seu carro. A loira desesperada começa a chorar de repente aparece um guarda, a loira explica o que aconteceu, o guarda resolve caçoar da loira, fala:
- Seu problema é simples, é só colocar a boca no escapamento do carro e soprar até desamassar!
A loira começa então, passado 10 minutos ela com o joelho todo machucado ela começa a chorar. Outra loira apareceu, quando viu o desespero de sua amiga e pergunta:
- O que houve amiga?
A loira acidentada explica o que houve depois de ter explicado a colega dela vira para ela e fala:
- Sua burra primeiro você tem que fechar a janela do carro!!!!
Na rodoviária, enquanto aguardava o seu ônibus, o garoto vê uma senhora dando de mamar para o seu bebê.
- Olha, mãe! Aquela mulher ta com os peitos de fora!
- Cala a boca, Joãozinho! Ela só ta dando de mamar para o filho!
- Dando de mamar? Quer dizer que aqueles peitões estão cheio de leite?
- Sim, e agora fica quieto!
- E o coitado vai beber assim a seco? Sem nenhum biscoito?!
Um bêbado entrou num ônibus, sentou ao lado de uma moça e disse:
- Mas como tu és feia, tu é a coisa mais horrível que eu já vi!!
A moça olha para ele e responde:
- E tu seu bêbado nojento!!!
E o bêbado imediatamente responde:
- É, mas amanhã eu estou curado!!!
Um bêbado chega no ônibus e pergunta para o motorista:
- Moço será, que eu poderia deixar um frango assado e um litro de coca cola aqui?
O motorista sem saber que ele não estava em si falou:
- Mais é claro que pode!!!
O bêbado falou:
- Então ta!!!!
O bêbado vomitou o frango e um litro de coca-cola.
Um bêbado entra no ônibus e vai logo querendo passar por cima da roleta, logo a trocadora diz:
- Esse ônibus tem borboleta meu senhor!
E o bêbado sem pensar, logo grita:
- Pode ter até cobra!
Nos tempos da jardineira, quando a lotação do veículo era completa e havia mais demanda do que espaço nos bancos, era comum que alguns viajassem no teto do ônibus junto com as bagagens. Equipamentos tais como banheiro, bar e ar condicionado eram simplesmente inimagináveis neste contexto.
Num certo dia um senhor pediu ao motorista que parasse um pouco na frente de certa fazenda, o chofer, muito prestativo e educado, concordou. Era uma belissima fazenda cujos limites sumiam no horizonte. O velhinho foi para a porteira e começou a mijar, e ao terminar voltou e subiu no ônibus falando:
- Como é bom mijar no que é da gente!
O motorista ficou surpreso e perguntou:
- Nossa! Toda essa fazenda ai é do senhor?
O velhinho respondeu:
- Não, mas as botinas são...
Um trem bate em um ônibus cheio de freiras, e todas morrem. Elas estão todas em frente a São Pedro, tentando atravessar os portões do paraíso. O santo pergunta à primeira freira:

- Irmã Teresa, você alguma vez teve contato com um pênis?

A irmã sorri, timidamente, e responde:

- Bem, uma vez eu toquei a cabeça de um, com a pontinha do meu dedo.

- OK. - diz o porteiro do Céu - Enfie a ponta do dedo nesta bacia de água benta e atravesse o portão...

São Pedro pergunta à segunda freira:

- Irmã Isabel, você alguma vez teve contato com um pênis?

A irmã reluta um pouco, mas responde:

- Bem, uma vez segurei e acariciei um...

- Sendo assim, - determina São Pedro - enfie a mão toda na água benta e atravesse o portão.

De repente, forma-se um tumulto na fila das freiras. Uma delas começa a empurrar as outras para passar na frente. Quando a freirinha afoita chega ao início da fila, São Pedro pergunta:

- Irmã, Irmã... qual o motivo da pressa?

E a freira responde:

- É que se eu vou ter que fazer gargarejo com essa água, melhor fazer agora, antes que a Irmã Maria enfie a bunda nela...
Na União Soviética, os ônibus pegam VOCÊ!!

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Desciclopédia
"Motorista de ônibus é igual cachorro, mija na roda, come qualquer coisa e dorme na lata"
"Homem é como ônibus: passam todos...
Menos o que você espera; esse só passa quando você não precisa!
Perde um vem outro"
Ônibus anti-incêndio


É procurado desde o dia 20 de abril de 2005 ás 20:15h um Viaggio Alto O-371RS Placas KNG1150, tendo o boletim de ocorrencia sido lavrado a 1:00h. A última vez que esse carro teria sido visto foi em Aparecida do Norte as 2:00h da madrugada, sem ser parado no posto policial. O veiculo foi objeto de roubo, subtração com o uso de força, tendo os refens sido liberados na Via Anchieta.

Alguns detalhes que diferenciam o carro:
- Bancos em azul rajado com um banco com laterais no mesmo tecido e outro em tecido liso (em dois tons), cabinado com WC.
- A pintura antiga era da JAFATUR com faixa parecida com a da NORMANDI (pintura antiga).

Esse anuncio foi transcrito de um comentário no mercado livre, o qual achei importante e publiquei aqui também! O e-mail para contato, caso tenha alguma informação, é fn_sturaro@hotmail.com.

obs: Esse caso destaca a importancia de anunciar o roubo/furto imediatamente no sistema alerta da PRF. Este sistema foi criado um tempo depois desse caso, e se propõe a anunciar no pais inteiro os veiculos que sofreram esse tipo de sinistro na tentativa de recupera-los nas primeiras horas, antes que os marginais possam mudar suas caracteristicas. Vale lembrar que deve-se tanto cadastrar no sistema quanto fazer o BO o mais rápido possível. O endereço da PRF é http://www.dprf.gov.br/extranet/alerta/ . O anuncio se espalha tanto pela internet quanto pela rede da PRF atingindo principalmente as viaturas, postos e outros aparatos na região onde desapareceu o veiculo.
Ao chegar na Marquês de São Vicente, próximo ao prédio do JUIZ LALAU, a molecada começa a brigar com os passageiros de outro bus ao lado, e começa a guerra de latinhas e catarradas... a professora grita feito louca pra eles pararem, no que é prontamente ignorada... eu freio o bus e deixo o outro andar, pra evitar danos maiores, sob xingamento dos animais.
Ao entrar no estacionamento do parque, vem a vingança... espero o outro bus descarregar os passageiros, e paro bem pertinho deles. Fico na porta, esperando os animais descerem, e em seguida encosto o bus bem longe deles, e fico assistindo um massacre maravilhoso...
Vem os seguranças do parque, e levam 5 deles pra “salinha” onde os detêm até às 21 hs., quando fecha o parque. Bem feito. Vão pra lá pra brigar? Briga em Diadema mesmo!!!
Vou almoçar com colegas num restaurantezinho bem “péba” que tem ali perto, e voltamos. Passamos as tardes lá, fazendo manutenção nos bus, e ajudando outros colegas nessa tarefa. Como está um dia sossegado, sem problemas mecânicos, abro o bagageiro, deito no meu colchão, e fico lá, esperando aqueles vermes terem sua tarde de desfrute, de ficar, de brincar, de mexer com a muié dos outros e apanhar, até às 21 hs...
Na saída, fiscalização da EMTU na estação Armênia do Metrô...
Mas a volta...
A volta já é outra saga...

(Fim)
Ao ver a confusão, os policias de plantão na porta da escola, vem correndo.
Eu explico, eles pegam o vagabundo e levam pro juizado, pela 4ª. Vez na semana...
È feita a revista de aluno por aluno, pra embarcar, e tenho que ficar gritando e de olho neles, pra que não destruam todo carro por dentro.
Carro cheio, 10:30 da manhã, calor de uns 40 graus dentro do carro, somos liberados pra partir...
Vamos indo, pelos caminhos tradicionais, com transito meio pesado pro horário, mas andando. Com um olho no retrovisor e outro na avenida, vejo um “anjo” lá atrás, jogando as cabeceiras de licra dos encostos, pela janela...
Encosto o bus, chamo a responsável, e aviso:
Manda aquele animal ir lá pegar as capinhas que jogou fora. Enquanto não for, o bus não anda!!!
O cretino passa por mim, depois de muito se recusar, e diz: A empresa é rica. Vou foder tudo por aqui. Eu calmamente me levanto, desço atrás do imbecil, faço ele catar as capinhas e aviso ele ao entrar no carro:
Liga pro 0800- FÔDA-SE!!! O CARRO É MEU!!!, seu bosta. To de olho em vc. Pelo espelho. Se Vc. Abrir a boca, te jogo pra fora!!! E vamos embora, calmamente. Ao passar pelo aeroporto, vejo o bus de um amigo, encostado em local proibido... Com a tampa do motor aberta... Pulou correia e o bus ferveu... Lotadinho até a tampa, de aluninhos meigos, batucando na lateral e xingando o motorista... Entrego pra ele umas ferramentas, e prossigo viagem, antes que incendeiem meu bus...
Por enquanto, sem novidades, tudo normal e tranqüilo... Toca o celular...
È o Xupa-Cabra, outro colega nosso, avisando que a fiscalização ta em frente ao Anhembi, prendendo tudo o que é bus “GENERICO”...
Rapidamente faço contato com outros colegas, pra avisar da “coleta” de bus que está ocorrendo, pois não é nada gostoso ficar com o carro preso, e com 50 passageiros revoltados falando ao mesmo tempo na sua orelha...
Sem contar que o frete vai pro saco, ainda falta dinheiro, só pra pagar outro bus pra terminar o serviço, fora as multas que passam de 3 conto... Normal...
Carro funcionando perfeitamente, sem novidades. Indo gloriosamente levar aquela “meiga garotada” pro seu entretenimento...

(continua...)
(do mesmo autor de Aventuras Sindicais)

Sete da manhã... o telefone embratel(mais baratinho...) toca...
Alô... Oi... é a Taís... tem Playcenter pra hj. Quer fazer? Digo:
Querer, não quero... aposto que sai de Diadema né?(risos) Mas preciso...
Passa o endereço...
Enquanto anoto, fico pensando em juntar aqueles trocados com o que sobrou do frete de ontem, pra colocar um pouco de diesel no bus, e trabalhar...
Tomo banho, visto a “armadura” de motorista e vou pro estacionamento.
Entro no bus, dou partida, e... nada. Não pega!!! Que maravilha. Paro o carro do lado, faço uma xupeta, e blz. Funciona.
Enquanto carrega o ar, fico imaginando a cara dos “queridos” passageiros
Quando você é empresário “underground” fazendo transporte “alternativo”, tudo é por sua conta... Manutenção, limpeza, vistoria no bus, dirigir, agendar outros fretes, fugir da fiscalização, comprar peças... Maravilha!!!
Vida de INDIANA JONES. Muita aventura, cara. Muita!!!
Todos estão contra você... Os passageiros, a fiscalização, as empresas grandes, os outros motoristas com seus carros pequenos, etc...Mas está excelente.
Local:
Periferia de Diadema. Boca quente. Escola Estadual, em que os “inocentes” passageiros são revistados pela polícia pra entrar no bus e ir pro passeio...
Ao encostar em frente a escola, com mais 3 carros de outras “empresas”, vem uma multidão de “adolescentes” batendo na porta, forçando entrar. Encosto, abro a porta, empurrando os monstros pra fora, pra não ser pisoteado. Alto nível...
Tranco o bus, e procuro pela responsável da escola, pra organizar a distribuição dos “passageiros”, ato esse interrompido por um delinqüente que força a janela nos fundos bus , arranha a lateral e pula pra dentro.
Entro calmamente, vou até o fundo do carro, onde está sentado o rapaz, que de “menor” só tem a data de nascimento, olhando ironicamente pra mim, com aquela cara cheia de cicatrizes, e diz:
E aí, motô... vou nessa porra de excursão, e acabou. Quero ver que me tira daqui...
Nesse instante entra a diretora da escola, falando pro rapaz se retirar, pois foi expulso da escola, e não pode ir.
O “inocente” menor se levanta, manda a mim e a diretora tomar no cú, e que vai tocar fogo no bus, vindo pra cima de mim...
Com toda calma do mundo eu cato o vagabundo, quebro o focinho dele, encho a cara dele de alegria, e jogo ele pra fora do bus, pela mesma janela que ele entrou. A diretora pede desesperada pra que eu não bata nele...
Eu simplesmente respondo:
Vai ter excursão ou não? Se não for, vou embora agora!!! Ta com dó desse verme, leva pra sua casa.

(continua...)
Depois de muito suor, dor na perna de segurar na embreagem por quilômetros à fio, chegamos na assembléia...

Simplesmente empesteado de bus, gente atravessando pra todo lado, um verdadeiro pandemônio... Parei onde consegui, pra descarregar os bonecos, e deixei meu celular com a “responsável” pra que, na hora de partir, eles pudessem me encontrar, pois não havia a menor chance de estacionar ali perto...

Depois de rodar por meia hora, achei uma rua, em frente à uma associação desportiva, que, apesar de ser proibido estacionar, tinha vários bus lá, e também a polícia, autorizando a encostar por lá mesmo...

Beleza.

Agora era só almoçar algo(ás quinze horas), apesar que nem fome eu tinha mais... já estava anestesiado...

Como sempre, encontro conhecidos, uns, donos de bus “underground”, outros motoristas “underground”. Nos dirigimos a algumas lanchonetes nas imediações, mas faltava até água mineral, nessa altura do campeonato, pois ninguém daquela região espera movimento grande...

Acabamos almoçando “coxinha veia” e congêneres...

Mas motorista é assim mesmo...

Igual cachorro...

Dorme na lata, come resto e mija na roda...

Ao retornar, estávamos tranqüilos papeando, quando vemos uma multidão subindo a rua...

Um enxame de gente!!! Estouro de bioada mesmo!!!

E começa a barulheira de sirenes, viaturas de polícia pra todo lado, e uma confusão dos diabos.

Encosta uma Santana Quantum da PM, carro comando, desce um Oficial de meia-idade e diz:

-Os manifestantes estão paralisando o trânsito, em passeata... Os ônibus estão autorizados momentâneamente a estacionar por aqui... Mas eles estão se dirigindo pra Av. Paulista, pra fazer manifestação. Qualquer ônibus que não seja urbano que aparecer por lá, será imediatamente apreendido!!! Vocês estão sendo avisados!!!

-Nós, do ramo, entendemos o recado. Ninguém sai dali. Havia sido aprovado na assembléia, a passeata até a Av.Paulista, pra paralizar o trânsito, e mostrar força da categoria... Legal, né???

E nós, no meio da confusão, sem ter nada a ver com o peixe, e sem saber daí pra frente, a que horas acabaria, pra levar os bonecos de volta. Rapidamente, juntamos uns trinta motoristas, e decidimos cumprir a determinação das autoridades. Ou seja:

Fomos contratados pra levar o povo até ali, e pegar ali. E fim de papo. Ninguém ia se deslocar pra pegar passageiros em outro local, pois além do risco já mencionado, fugia do previamente tratado.

E as horas passavam... e o transito aumentando... Fomos até uma das lanchonetes, e pudemos ver, em edição extraordinária do telejornal da globo, o caos causado pela passeata, numa das artérias mais movimentadas de sampa...

CENTO E OITENTA QUILÔMETROS DE CONGESTIONAMENTO!!! Pararam a cidade!!!

E dá-lhe seis da tarde, e o quebra-quebra comendo lá na Paulista...

É bombeiro, polícia, tropa de choque, descendo a borracha nos manifestantes...

Olha o tamanho da encrenca que entramos!!!

Nosso medo era que os professores, ao correr da repressão, se dirigissem aos bus, e começassem a depredar, com a tropa de choque logo atrás, dando borrachada, jogando bomba de gás, etc, pois era exatamente isso que rolava lá pra cima...

Quando já eram sete da noite, começa a tocar o celular de todo mundo, pedindo pra ir pegar os professores lá no final da Av. Paulista, porque tava o maior quebra-quebra...

Eu avisei a “responsável” da minha turma que não poderia, pois havia ameaça de apreensão do bus...

Aí é que começou a confusão...

Queriam que eu fosse apanhar os caras lá atrás do MASP, e eu me recusei!!! Aí foi aquela chiadeira!!! Era o Batata ligando, que o povo do sindicato tava reclamando pra ele, o Ailton ligando, falando pra subir lá, e eu explicando que tava proibido... Mas nessas horas, quando o couro come, nada é proibido pra quem ta apanhando...

Sei que não fui, e nem o carro do Batata, e nenhum dos que ali estavam...

As horas iam passando, e vários motoristas foram embora. Ninguém aparecia. E lá pra cima...

TOME BORRACHADA!!!

Fiquei ali esperando até as nove e meida da noite, quando cansei, dei partida no bus e fui pra casa. Na saída, encontrei outro motorista, do Batata, que também mandou ele voltar vazio...

O que foi feito dos meus passageiros??? Sei lá!!! Talvez salsicha, hambúrguer, foram presos, cansaram e foram de metrô embora... vai saber...

Só sei que voltamos, a maioria dos bus, vazios pra casa...

Mais tarde, fui saber através do noticiário, o tamanho da confusão que criaram...

Alías, a volta pra casa mais tranqüila que já tive...


(Fim)
Ao chegar(finalmente...) no local, uma multidão ávida por partir... Vem um cidadão, entra no bus, vê umas 10 pessoas já em pé, e diz:

Aqui cabe muita gente ainda, pessoal... E queria colocar + umas 40 pessoas no meu bus!!! Eu disse: Não. A lei proíbe que ônibus rodoviário carrege passageiros em pé!!!

O cidadão insiste: Vai entrar quantos eu achar que deve...

Aí ele tomou o bonde errado!!! Fechei a porta, avisei aos professores que estavam dentro do carro que não iria deixar mais nenhum passageiro entrar, no que fui prontamente apoiado.

O cidadão, se achando dono do mundo, começou a esmurrar a porta...

Desci, olhei bem pra cara dele, e disse: Não entra mais ninguém no meu carro. Se quizer que eu leve esses que estão aí, tudo bem. Senão, desce todos e eu volto pra garagem.

O cara bate no peito, dizendo que é do “comando de mobilização” do sindicato, que não aceita eu falar assim, que ia reclamar na central, que fazia, que acontecia...

Eu simplesmente disse:

Cara... tchau!!!

Entrei no bus, meti marcha, e deixei o imbecil falando sozinho lá!!!

Nunca vi como gostam de tratar motorista como cachorro sarnento...

Rumo ao destino, trânsito insuportável, e temperatura ainda maior... Mas é a vida... Não tem jeito...

Os passageiros me aplaudiram, dizendo que é comum eles abusarem dos motoristas, quando dessas manifestações, lotando os bus até a tampa.

Sorte a minha, que não aceitei...

Na av. Cupecê, já tinham 2 carros presos pela polícia, justamente por superlotação.

O policial mandei encostar, entrou no carro, olhou, e me falou:

-Você não deveria levar passageiros em pé. Me entregue os documentos do bus, que vamos conversar com o tenente...

O tenente examinou os documentos, deu uma volta em torno do bus, olhou os pneus, subiu os degraus da escada, e me disse:

Aqui estão seus documentos. Boa viagem. E vê se vai na manha, pois tem umas 10 pessoas de pé...É proibido, você sabe, né?

Eu agradeci, e saí rapidinho dali...

Só naquela blitz, com certeza arquitetada pelas autoridades estaduais, sabendo da manifestação que iria ocorrer, já tinham apreendido seis ônibus de colegas nossos...

Mas tudo certo. Indo tudo normalzinho, até chegar na Av. Whashington Luis... Aí o bixo pegô... um transito infernal, calor infernal... Não saía do lugar... Foi assim até o Ibirapuera, em primeira e segunda marchas, torrando diesel e neurônios...

Uma das professoras começou a ter um chilique dentro do bus... no meio da Av. sem condições de estacionar... As outras abanando, dando água... molhando pano e passando nela...

E eu sem saber como resolver de imediato aquela situação, pois metade do bus mandava eu achar um pronto socorro, e a outra metade, queria chegar logo na assembléia...

Cara... eram vinte falando ao mesmo tempo na minha cabeça...

Aí veio a salvação:

A própria “doente” dá um berro e manda todo mundo calar a boca, que ela já tava melhor, e que podia tocar pro local...


(continua...)
Contos da roda é a nossa nova seção que estreia hoje com história escritas por pessoas envolvidas no ramo de transporte. A primeira história, que será dividida em algumas partes, foi escrita por um colaborador que prefere permanecer no anônimato por ser motorista e empreendedor underground do ramo de transportes. Claro que hoje ele possui todos os documentos, mas sei lá, deve ser uma maneira de deixar a história mais charmosa, né? Começamos com as:

----------
Aventuras Sindicais (parte 1)

Plena 6ª.feira, calor terrível, e nada de viagem pro Playcenter...

Semana fraca. Tudo bem.

Toca o telefone...

-Alô? Oi... é o Batata(amigo de ramo) Quer fazer um serviço agora à tarde?

-Manda... De onde pra onde???

-De Diadema(novidade...) pra Sampa... Assembléia Legislativa

Apeoesp. Tem assembléia de professores lá. Do meio-dia às seis...

Recebe depois. A Apeoesp paga.

-Vamo lá!!!

-Pega os professores lá na Av.Casagrande naquela escola depois da Imigrantes. De lá, passa em mais duas escolas pra pegar mais gente, e se reunir lá na Praça da Moça. A caravana sai de lá.

-Fui...

Pego o “poderoso”, abasteço com muitos(30...) litros de diesel, e me dirijo ao destino...

Encosto o bus numa travessa(um top de dar medo em alpinista...), jogo a roda dianteira na guia, e ainda calço as rodas traseiras, por segurança, e atravesso a Av., enquanto começa um temporal de fazer inveja à Noé...

Horário marcado: meio-dia em ponto!!!

Cadê os passageiros??? Não tinha vindo nem a metade... Normal

Espera, espera, espera... Sob protesto de alguns professores, que já queriam começar o piquete ali mesmo... Não vou me aprofundar no tema da manifestação que estava por ocorrer, mas declaro que considerei justa!!! Mais uma vez o Estado aprova lei que prejudica nossos já prejudicados professores...

Após as treze horas, partimos em direção a outra escola, que, pra variar, ninguém direito como chegar, e pra variar mais um pouco, a culpa é sempre do motorista... Roda, roda, e acha a primeira...

Os manifestantes um tanto revoltados com o atraso, sobem rapidamente no bus, e um abençoado sabia onde era a próxima escola... O carro já estava meio lotado, mas ainda tinha que passar na praça, onde era a concentração inicial. Beleza... Faz parte do serviço...

(continua...)

Dicionário

  • "Bexiga" - câmaras de ar da suspensão a ar, também chamados de "bolsões"
  • "Busscar sapão" - apelido dos Elbuss da Busscar devido ao design da sua frente.
  • "Cabritinha" - Apelido do Monobloco O-362 da Mercedes-Benz
  • "Carneirinho" - apelido dado pelos "muambeiros" aos ônibus que faziam viagens bate e volta para o Paraguai. Em geral eram CMAs ou Dinossauros brancos.
  • "Chifrudos" - Denominação para os ônibus equipados com retrovisores modernos, em formato de chifres.
  • "Double Decker" - ônibus de dois andares.
  • "Latão" - ônibus.
  • "Low Driver" - Ônibus que tem o posto do motorista rebaixado a fim de posicionar as primeiras poltronas do veiculo em um assoalho construído logo acima da cabine do motorista, criando uma visão panorâmica para esses passageiros.
  • "Maçarico" - denominação comum para ônibus com motor aspirado, sem turbina.
  • "Maçarico" - Motor aspirado, não turbinado
  • "Melância" - Referência aos ônibus MB O-370 e O-371 monoblocos. O apelido surgiu devido ao formato de sua carroceria.
  • "Mulão" - Apelido do Monobloco O-355 da Mercedes-Benz
  • "Pinga-pinga" - ônibus que faz diversas paradas, inclusive fora de rodoviárias e não programadas, ao longo do seu itinerário.
  • "Queixo duro" - ônibus sem direção hidráulica.
  • "Vista" - itinerário.
  • Ar condicionado de bagageiro -
  • Ar condicionado de teto -
  • Bagageiros - local destinado a guardar malas e volumes médios e grandes pertencentes aos viajantes em ônibus rodoviários.
  • Bancada - Conjunto de poltronas, bancos de um ônibus.
  • Banco da puta -> banco da guia.
  • Banco do tonto -> poltrona que fica na última fileira, no meio do corredor. Sem banco à sua frente para se segurar, o tonto corre o risco de voar em caso de freada brusca.
  • Barriga de vidro -> ônibus de dois andares (double decker).
  • Bonecos -> passageiros.
  • Cabeceira - Espécie de fronha geralmente feita de lycra. Essa é utilizada para evitar o contato entre as cabeças dos passageiros e o tecido das poltronas o que assegura a higiene já que as cabeceiras podem ser facilmente retiradas para lavagem. Além disto a empresa pode ter jogos estras de cabeceiras para substituição enquanto as outras são lavadas.
  • Cabeça de fogo - ônibus com motor dianteiro.
  • Cabrito - Veiculo adulterado ou clonado.
  • Cabrito - ônibus remarcado ou reconstruido utilizando peças de dois ou mais veiculos.
  • Calefação - aquecedor
  • Chassis -> É uma estrutura de suporte onde a mecânica e a carroceria são montadas. Esse tipo de construção se contrapõe ao monocoque e ainda hoje é muito comum principalmente em ônibus com motor dianteiro.
  • Clandestino - segundo Michaelis: "clan.des.ti.no adj (lat clandestinu) 1 Dir Que não apresenta as condições de publicidade prescritas na lei. 2 Feito às escondidas. sm Passageiro que viaja escondido".
  • Clone - Veiculo adulterado com as caracteristicas e documentos de um outro veiculo devidamente legalizado.
  • Eixos em tandem -
  • Encarroçado - Veículo montado em duas fases por duas empresas diferentes. Primeiramente é construido um chassis ou plataforma, de acordo com as especificações do cliente, e depois este enviado para o outro fabricante independente do primeiro para que seja construída a carroceria.
  • Escotilhas de ventilação -
  • Itinerário - Visor mecânico ou eletronico aonde são apresentadas informações sobre a origem e o destino do ônibus. Em alguns lugares este equipamento também é conhecido como "vista".
  • Joaninhas - Referência aos ônibus com retrovisores modernos com carcaça de plástico.
  • Maneco -> Manete do freio de mão.
  • Monobloco (quando usado como termo técnico é sinônimo de monocoque) - No contexto de ônibus, a expressão monobloco caracteriza veículos que tiveram tanto a carroceria quanto o chassis produzidos pelo mesmo fabricante, ou seja, montados em uma unica fase.
  • Monocoque - É uma técnica de construção onde a própria estrutura da carroceria suporta toda, ou a maior parte do peso, ao contrário da construção utilizando chassis. O precursor dessa técnica no Brasil foi o Ciferal Dinossauro.
  • Mão amiga - A "mão amiga" é a designação popular para a conexão do circuito de ar dos freios e suspensão a reboque ou semi-reboque (pode ser encontrado nos veiculos combinados como Romeu & Julieta). Certa atenção extra deve ser dada a esse equipamento devido a marginais desconectarem essas mangueiras em paradas (como postos de combustíveis e restaurantes) a fim do veículo rodar apenas mais alguns quilômetros antes de ficar imobilizado em um local ermo, assim que acabar o ar do sistema, facilitando a sua abordagem pelos criminosos.
  • Nielson sete quedas -> Modelo de carroceria de ônibus fabricado pela Nielson na década de 70 e início da de 80 que tinha como caracteristica ter 4 "quedas" (desniveis) na parte da frente do teto e mais 3 na parte de trás.
  • Peso bruto total -
  • Peso por eixo -
  • Porta pacotes - prateleira instalada sobre as poltronas do salão de passageiros a fim de guardar as bagagens de mão dos passageiros.
  • Portas/tampas de bagageiro pantográficas -
  • Reencarroçado - Veículo que rodou por grande parte de sua vida útil com uma carroceria e em determinado momento teve esta trocada por outra mais nova. Entre os principais motivos para esta troca estão o desgaste da carroceria antiga, defasagem tecnológica e destruição da carroceria original em um acidente de trânsito.
  • Romeu & Julieta - Veículo para transporte de passageiros que combina um ônibus convencional adicionado de um reboque também encarroçado como ônibus. Esta é uma solução antiga que tentava ajustar o tamanho do ônibus à demandas variáveis em certas linhas.
  • Salão de passageiros -
  • Toco -> ônibus dotado de apenas dois eixos.
  • Trucado -> ônibus dotado de três ou mais eixos.
  • Vidros Colados -
  • Vidros fixos -
  • Ônibus (em Portugal auto-carro) - Do latin omnibus (tradução: "para todos") é um veículo cuja principal função é o transporte de grande quantidade de passageiros por via terrestre com rodagem sobre pneus.